miércoles, 10 de octubre de 2007

Alejandro


Nas bolinhas dos teus olhos azuis
acho-me sempre refletida
os loiros cabelos teus..
longos,
suaves...
tu mao, com esse movimento estranho..

Ela, acariciou-me esquisitamente
arripiou-me com ares incandescentes!
Revivo em essas horas hermosas
brincando alegre na minha saudade!

Contigo dançei até as madrugadas,
acordei abraçada nas manhás...
perfumada do amor de homem
forte, imenso... Irrespeitoso!

Te fozte sem dizer uma palavra!
Mais, eu sei com toda a certeza,
por a paixao que espalhavas,
que mesmo sem estar... ficas comigo...
e além... no etéreo...
me amas!

1 comentario:

Palavras ao vento dijo...

Linda homenagem ao Alexandre de olhos azuis...

Como deves calcular... Chorei pelo que ele significava para ti..

Fecho os meus olhos.. e imagino-os a dançar a lambada :)

Esteja onde estiver... sorrirá docemente com a tua terna e linda homenagem!

Beijinhos minha querida lua

Maria