miércoles, 13 de febrero de 2008

En el paisaje, miel y frambuesas
en la tibieza, la paz inmensa
desde su seno, sin opulencias,
la tierra explota en naturaleza

El sol dorado tiñe mis años
mis alegrías y mis tristezas
lechosos ríos voy contemplando,
y allá a lo lejos las casas viejas

En este marco, se huele vida
entre colores la tierra vibra
danzan los montes y las colinas
Es solo un vuelo de fantasía
que con la brisa voy bosquejando,
dándote un trozo del alma mía!

12 comentarios:

elvira carvalho dijo...

Lindo poema Lua. Parabéns.
Um abraço

Ecos dijo...

Com mágicas palavras, escreveste um dos teus melhores poemas!

Parabens, minha querida amiga.

Bom fim de semana.

Beijosssss

O Profeta dijo...

A melodia do teu canto reverbera no tempo
A lonjura é o momento do abraço
O teu sorriso chegou ao meu silêncio
Solta palavra doce no espaço

Uma torrente de emoções para ti


Um mágico fim de semana


Doce beijo

Fátima dijo...

Amiga,
Lindo poema, palavras cheias de emoção e ternura. Gostei muito.

:-) Um beijo

Menina do Rio dijo...

Teu poema nos faz ver as imagens passando no colorido de tuas palavras!

Um beijo

Ecos... dijo...

Passei para te deixar mil beijos de amizade... e o inicio de uma boa semana.

Que a felicidade, reine no teu coração!

Beijosssss

DE-PROPOSITO dijo...

mis alegrías y mis tristezas
-------------------
É isso. É de alegrias e de tristezas que é feita a vida.
fica bem.
Felicidades.

Menina do Rio dijo...

Obrigada pela visitinha e pelas palavras.
um beijo carinhoso e tens uma semana perfeita!

O Profeta dijo...

Nos umbrais do pensamento
Mora o desejo no limite da razão
Roubando os segredos do corpo
Lançando ao vento a emoção

Uma rosa breve guarda a beleza
O amor é orvalho de feliz pranto
O horizonte é o começo do infinito
A chegada de uma onda é alegro canto

Convido-te a sentir o beijo da chuva


Mágico beijo

Betty Branco Martins dijo...

olá_______________Lua


são belas as tuas palavras_______lindíssimo poema






com certeza_______que_____ÉS________tudo isto


_____________nessa luzinha que brilha dentro de ti!!!







na viagem que se perde a íntima agonia. de seios nus. frescos como risos
______obsessiva.insana________dança de loucura


o medo do absurdo_______não os assalta
__________de ventre suave
como panos lisos
ancas estreitas_______como a dos animais bravios
que fogem _________quando um nada os sobressalta
__________coxas brancas_______mansas como rios


tocaram nos limites
o absurdo_______violentamente___explodiu_____em doçura

sentidas as margens
_________o húmido pousio das garças

______________o






silêncio____________...












beijO C/ carinhO

Bruxinhachellot dijo...

Una poesia simplesmente encantadora.

Besos de Sol e de Lua.

O Profeta dijo...

Passou o dia sobre as cidades
Esquecido por esta estação
Uma flor deposita no vento uma semente
Este ribeiro leva consigo a ilusão

Secretamente a terra a recolhe
Guarda-a da voragem do vento
Espera que agua a fecunde
Explode a vida a cada momento

Convido-te a sentir a magia do fim do dia
ao toque das trindades…


Doce beijo